quarta-feira, 4 de março de 2009

Professor paga mais pecado que todo mundo?


Então, ontem eu estava acompanhado uma matéria sobre o perigo de ser professsor. Sim! A classe só perde para agentes penitenciários em números de profissionais com depressão, síndrome de pânico, entre outros males. Céus, isso é bizarro! Onde esse mundo vai parar? Sabe-se que uma das poucas esperanças que temos é a de que a escola ajuda na formação do cidadão e, simplesmente muitos professores vivem essa realidade podre! Nossa, fiquei muito revoltada! Como professora, sinto pelos meus colegas de profissão... e dou graças a Deus por não viver tamanha situação crítica. :/ Ainda por cima, há muitos pais junto a outros membros da comunidade que reclamam quando um professor falta a uma aula, quando sequer imaginam a quantidade de remédios que essa criatura está tomando para aturar alunos irresponsáveis e que não querem nada com nada. Está passando da hora de ter-se mais respeito pelos educadores, não apenas pela classe em si, mas como seres humanos que são.

4 comentários:

  1. Ééé...

    Complicado e quase inacreditável também é que haja estresse com criaturinhas de apenas 4 anos de idade...se dão trabalho agora, eu não quero ver como serão aos 14, 15 anos!

    But we are the champions ^^ We have to...

    Beijos, Beth! Seu blog é muuuuito bacana!!!

    ResponderExcluir
  2. Aline Duarte que comentou aí ; )

    ResponderExcluir
  3. É isso mesmo, Beth! Concordo plenamente! Já passei pelo estresse que você comentou, e digo que não é fácil.
    Bju!!

    ResponderExcluir
  4. Nóis que o diga (não vou entrar em detalhes...hehehe)...mas, apesar dos pesares tem a parte gratificante... e é ela que nos mantém lá, de pé... num é?
    Bjs
    Carina

    ResponderExcluir